Preciso de temperos.

Cypzywcb5ta_large

Fonte: http://weheartit.com/entry/38724682/via/zlatonog

Eu não sou moderna, ou descolada. Eu sou só mais uma menina, assim, normal. Normal até demais. Eu chego a beira extrema da ordinalidade (essa palavra existe?! Não sei). Sou mais uma menina qualquer no mundo. Não tenho as coisas mais extraordinárias que existem na face da Terra, mas admito que as coisas que eu possuo são boas. Eu me lembro de um anime chamado DRRR (ou Durarara), para ser honesta, eu me lembro de duas personagens. Uma delas, era aparentemente normal. Uma pessoa qualquer numa vida simples e normal até demais, (quase) entendiante. E para sair da rotina, ela simplesmente vai morar na cidade grande e com todas seus excitantes acontecimentos, na esperança de viver e experimentar algo totalmente diferente e incrível. Quantos de nós não saimos de nossas casas, deixando o que era conhecido e seguimos algo incerto sem qualquer visão possível de ganhos e perdas?! Bom, eu já fiz isso uma vez e me arrependi. Arrependi, porque a minha expectativa foi alta demais e no final foi bom, mas não incrível. E eu queria que tivesse sido incrível. Às vezes, eu penso que as pessoas não gostam muito de relacionar com pessoas normais demais, como eu. Vejo tardiamente que, eu sou realmente entediante para as pessoas e o fato da minha experiência frustrada, deve-se por eu ser normal demais, entediante demais.  Bem, voltando aos pernsonagens do anime, certa vez a personagem normal comenta que ele (perdão, a personagem é homem) sempre busca algo inédito. E a outra personagem que é interessante, descolado (perdão mais uma vez, esta persoangem também é masculina) e extremamente perigoso, diz àquela que é “normal” que o inédito sempre virará rotina. Que ele poderia viajar ao estrangeiro, mas uma hora o ato de viajar ao estrangeiro se tornará rotina, que se entrasse no submundo (imagine o que quiser sobre isso), o ato que ele realizar no submundo também se tornará rotina. A verdade é que tudo se torna rotina, o problema é se apaixonar por essa rotina. E pessoas normais demais se entediam fácil com a rotina, tem dificuldades para se apaixonar pela rotina que leva e torná-la interessante de alguma forma. Eu me entedio fácil com a rotina e vejo que está cada vez mais difícil achar algo para me apaixonar. E o pior é que eu escolhi ser normal demais e agora estou sofrendo as suas onsequências. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s